terça-feira, 20 de julho de 2010

Momento Arte Portuguesa


Foto de Luciano
O Meu Impossível
(Florbela Espanca)

Minh'alma ardente é uma fogueira acesa,
É um brasido enorme a crepitar!
Ânsia de procurar sem encontrar
A chama onde queimar uma incerteza!

Tudo é vago e incompleto! E o que mais pesa
É nada ser perfeito. É deslumbrar
A noite tormentosa até cegar,
E tudo ser em vão! Deus, que tristeza!...

Aos meus irmãos na dor já disse tudo
E não me compreenderam!... Vão e mudo
Foi tudo o que entendi e o que pressinto...

Mas se eu pudesse a mágoa que em mim chora
Contar, não a chorava como agora,
Irmãos, não a sentia como a sinto!... 

Foto de Luciano

Sr. Vinho

Segundo as notícias de imprensa o Garrafão (Sr. Vinho) criado pela artista Joana Vasconcelos foi encomendado pela Câmara Municipal de Torres Vedras para ser instalado no novo mercado da cidade como peça de escultura pública. Esta obra, com cerca de cinco metros de altura, foi concebida em ferro forjado inspirada nos padrões das vedações típicas das casas portuguesas.
Parece que a polémica foi suscitada pelo grupo de oposição à autarquia (PSD/CDS-PP), que questionaram a aquisição desta peça no valor de 149 mil Euros (mais apoios de entidades privadas), considerando tratar-se de um valor demasiado “elevado em tempo de crise”.

 Foto de Luciano

A Noiva

Joana Vasconcelos, escultora, é a autora de “A Noiva”, um lustre que tem 4,70 m, mas que ao invés de ser de cristal ou de pingentes de vidro, foi construído com 14 mil tampões OB. Segundo a escultora, o plástico com que são revestidos esses objetos reflete a luz quase tão bem como o vidro.

7 comentários:

  1. Meus Queridos
    Obrigada pela vossa visita ao meu blog e, sobretudo, pela vossa amizade que, para mim, é´muito importante....
    Quanto à Arte Portuguesa...adorei a vossa escolha...A Joana é já uma Artista além fronteiras... As fotos estão óptimas!
    O garrafão de vinho...óptima publicidade visível...foi caro em "tempo de crise"....curiosamente o "tempo de crise" não é válido para tudo que se gasta neste país...são as tais duas bitolas usadas de acordo com as conveniências...
    Parabens por este lindissimo post!!
    Beijo amigo
    Graça

    ResponderExcluir
  2. Ceiça:
    Penso que faz muito bem em visitar o "Zé das Tapas".
    Tenho mais fotografias, mas esta é uma das mais típicas, para mim.
    A Noiva e o Senhor Vinho de Joana de Vasconcelos, foram grande tentação para os fotógrafos. No dia em que lá fui, todos queriam experimentar todos os ângulos possíveis e impossíveis...!
    Tenho do Snr. Vinho uma fotografia muito bonita (para mim...) mas é só para mim pois não posso publicar, porque sem eu dar pelo que estava a acontecer, um casal que não sei quem é e uma menina de uns quatro ou cinco anos, apareceu no momento em que disparei.
    A fotografia está linda, e eu gostaria de lhes oferecer, se soubesse quem são.
    Assim não posso publicar. Mais que o Snr. Vinho o encanto da fotografia é a criança com que eu não contava, mesmo no centro do Snr. Vinho. Azares e Sortes ao mesmo tempo!
    Boa viagem e boa estadia para vocês, aproveitem bem.
    Maria

    ResponderExcluir
  3. Lindo, imagino um vento nele, que som lindo deve fazer...Obrigada pelo carinho, gosto muito quando me visitas; Eu penso que a primavera em Portugal misturando cheiro de flores e mar, com a antiga cultura, seja fascinante, a minha primavera quer chegar, os botões estão a ponto de abrisse... mas no meu coração, espero que vingue... beijos querida,

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Gostei deste blogue.
    Está lindo.
    Parabéns
    Bjos
    Maria

    ResponderExcluir
  5. O espelho não é apenas a verdade
    mas a face de uma grande mentira.
    Ao me olhar nele não vejo minha imagem
    mas uma grande saudade do que passou.

    Maria Eduarda


    BOM FDS............Beijos & Flores!! M@ria

    ResponderExcluir
  6. lindas fotos
    gostei do texto
    beijos

    ResponderExcluir